Minha iniciação.
        

Esta é a  foto da minha iniciação. Um momento mágico e emocionante. Uma reunião de bruxas, liderada pela linda Eddie Van Feu.

Eu já havia me auto-iniciado, mas esse dia me completou ao ser aceita como “irmã”, como membro de uma família com tantos ancestrais. Mas, o que é a magia?

A magia se perde no  tempo, nas noites  claras   e escuras.

Ao se falar nela, pode-se imaginar uma mulher ou um  homem vestido de preto, usando um chapéu de  ponta, portando um punhal, espada , varinha mágica, vassoura e cozinhando em volta de  um caldeirão.

Pode-se associar esse nome à rituais macabros, satânicos.

Essas são afirmações largamente alimentadas  pelo Cristianismo, na tentativa de se afirmar cada vez mais nos tempos idos das noites escuras.


O termo “bruxa” é largamente usado para denegrir a imagem de uma pessoa que julgamos ser má. Porém, os verdadeiros bruxos adotam um único princípio:”Faça o que quiser,  desde que não prejudique ninguém”.

 

Um verdadeiro bruxo jamais tentará doutrinar uma pessoa que possui um outro credo.

A verdadeira fé resulta de escolha individual e espontânea.

Uma de nossas características é a liberdade de pensamento.

Fazemos uso de vários instrumentos, porém, não com a intenção imposta pela ignorância e pelo fanatismo de muitos.

Caldeirão

Caldeirão

Todo instrumental mágico permite um contato maior com a energia do Universo. Assim, o poder pode ser direcionado de várias formas.

 A magia é algo natural  e é usada diariamente, mesmo que não se perceba.

Quando transformamos um alimento em uma deliciosa comida, quando entendemos o que o nosso animal de estimação está “falando”, quando temos uma intuição, quando se deseja algo e o desejo se realiza.

Enfim, em inúmeras situações, estamos exercitando o nosso lado mágico e percebe-se que existem verdades que são antigas e profundas que herdamos de magos e bruxos e, pode ter certeza, o mundo, por mais que se robotize, jamais se livrará delas.

Nós, bruxos, somos verdadeiros alquimistas.

amor

Pode-se ser um alquimista no amor, onde as energias se fundem e se transformam, tornando dois em um.

Pode-se transformar ervas em xaropes caseiros maravilhosos. Sim, isso é magia.

Muitos estão se voltando para a ecologia, tentando salvar o planeta. O que essas pessoas não percebem é que todo o amor à natureza e aos animais, remetem à religião da Deusa , a um povo e lugares muito antigos, onde havia o amor à terra e a todo tipo de vida, onde rituais e encantamentos  faziam parte do seu dia a dia.

 

Respeitamos a natureza porque sabemos que fazemos parte dela, porque nós a amamos.