evening-959030_1920

 

 

Sou uma bruxa… E também sou mãe, trabalho fora, cuido da casa, dos cachorros e tenho a mesma vida corrida que você! Enfim, estou envolvida com as mais corriqueiras ocupações. Bem normal, né?

As pessoas ainda se assustam quando digo que sou uma bruxa. Porque pensam logo no mal. Surgem as desconfianças, as dúvidas e uma série de mal- entendidos, o que me parece normal, já que a imagem de uma bruxa está impressa no inconsciente coletivo.

Sabe o que mais amo na bruxaria? A falta de dogmas, a ausência de preconceitos, a liberdade! Apenas seguir o “faça o que quiser, desde que não faça mal a nada e nem a ninguém”.

Sentir a força do Universo pulsando em nós, amar e respeitar nossa Mãe Terra e tudo o que gera a vida. Ter consciência do poder feminino: nossas intuições, criações. O transformar, o acolher. Sentir os ciclos da lua. Saber que o Sol é o seu complemento masculino. Conhecer e vivenciar os milagres do Universo em tudo.

A falta de tempo me impede de celebrar os sabbats e esbats. Mas saiba que um pensamento ou um elemento que te conecte surte o mesmo efeito. É só existir amor.

Nosso planeta passa por uma fase de grande abertura de consciências e de busca pelo autoconhecimento. Logo, é importante que nos mantenhamos em plena sintonia com a natureza e com o Divino.

Mantenha um pequeno altar em sua casa, um local onde você possa refletir e se conectar com o Universo. Ou apenas vá a um local onde haja natureza. Cante. Dance.

Olhe-se no espelho e goste do que vê. Ame-se. Tenha apenas bons sentimentos em relação a você.

Nos vemos por aí! Bjs.